fbpx

Silagem de cana-de-açúcar

Silagem de cana-de-açúcar: como fazer? Valor nutricional e  mais informações você terá neste post. Acompanhe!

Em síntese, a planta de cana-de-açúcar é cultivada principalmente para a produção de açúcar ou etanol. 

Mas em alguns países, Brasil incluso, a cana-de-açúcar é utilizada como fonte de forragem para o gado, tanto in natura quanto como silagem. 

Especialmente a silagem de cana-de-açúcar cresceu em popularidade desde o desenvolvimento de inoculantes contendo Lactobacillus buchneri

Isso, portanto, tem ajudado a controlar o nível de etanol produzido e a melhorar a estabilidade da silagem por meio do controle da população de leveduras epifíticas.

A saber, a cana-de-açúcar é uma cultura de alto rendimento. Certamente pode produzir até 40 toneladas de matéria seca (MS) por hectare – mais do que a maioria das outras gramíneas tropicais. 

 

No entanto, existem variedades disponíveis com um menor teor de fibra que são mais adequadas para forragens. 

Além disso, a cana-de-açúcar é muito pobre em gorduras, minerais e proteínas. A proteína da pode representar apenas 1 a 5% da MS. 

Seus dois componentes principais são carboidratos: carboidratos fibrosos e carboidratos solúveis, notadamente a sacarose.

Feito essas explicações, vejamos agora como é feita a silagem a partir da cana.

 

Maturidade, matéria seca e comprimento do corte na silagem de cana-de-açúcar

A cana-de-açúcar está pronta para ser colhida quando a safra tem no mínimo 18 ° Brix (porcentagem de sólidos que são solúveis que se encontram contidos em sacarose pura), idealmente mais de 22 ° Brix. 

 

O teor de Brix, portanto, é medido no caldo da cana.

Na época da colheita, o teor de Matéria Seca da cana-de-açúcar deve ficar entre 30 a 33%. 

Os nutrientes digestíveis totais (NDT) devem ser maiores que 60% e a digestibilidade in vitro da MS deve ser de cerca de 65%. 

Para ensilar com sucesso, a Matéria Seca não deve ser inferior a 28%.

Normalmente, o comprimento do corte pode ser ajustado conforme necessário sem afetar a gordura do leite. 

A cana-de-açúcar pode ter um comprimento de corte teórico (TLC) inferior a 1 cm.

Desafios da silagem com cana

Devido à sua alta proporção de açúcares solúveis – e alta população de leveduras selvagens na safra fresca na época da colheita – a cana é propensa à fermentação alcoólica, o que reduz significativamente o valor nutritivo da silagem. 

Sendo assim, para ajudar a prevenir a fermentação alcoólica, ensile a cana-de-açúcar assim que picada.

Pois o alto teor de sacarose da planta precisa ser efetivamente controlado para evitar a produção de etanol durante o processo fermentativo. Portanto, a sacarose deve ser convertida em glicose. 

Enfim, a cana-de-açúcar se demonstra ideal para fazer silagem ainda mais com as ensiladeiras e suprimentos para ensilagem da Sertaneja Máquinas. Fale conosco e saiba mais!