fbpx

Hidratação do Gado em Tempo de Seca

 

Hidratação do gado em tempos de seca é fundamental para manter sua saúde e uma boa produção. Vamos discutir mais sobre isso a seguir.

Está quente, e devido à diversos motivos, a tendência é esquentar cada vez mais. 

A cada verão que passa, fazendeiros e pecuaristas estão prestando atenção no do clima, esperando por um nível apropriado de chuva para regar plantações e prover água para o gado.

No entanto, a contínua seca e as altas temperaturas estão fazendo com que fontes de água para o gado se tornem uma preocupação maior. 

Logo, é fundamental que produtores de gado se mantenham vigilantes durante os períodos de seca ou em condições semelhantes. 

Assim sendo, vamos ver neste texto, como garantir a hidratação do gado em tempos de seca.

O acesso a água é a melhor maneira de manter a hidratação do gado

O método mais óbvio de mitigar perdas de gado devido à privação de água, é garantir que eles tenham acesso a fontes de água limpas e abundantes.

Para se manter saudável em climas quentes, um novilho de 500 quilos, por exemplo, pode precisar beber cerca de 75 litros por dia. 

A falta de chuva também pode levar a um crescimento muito menor de forragem, sendo então essencial garantir a dieta do rebanho pela silagem.

Em anos normais, pastagens naturais podem fornecer algumas das necessidades diárias de água para uma vaca em pasto. 

Entretanto, nos anos de seca, a forragem fica muito mais desidratada e a quantidade de água disponível no alimento diminui.

Diante disso, para evitar a privação de líquido, certifique-se de que a água esteja prontamente disponível para o gado diariamente. 

Verifique as bombas que retiram água dos poços. Certifique-se de que cochos e tanques estejam abastecidos.

Além disso, garanta que bebedouros em celeiros estejam funcionando corretamente.

Mudança de hábitos e rotina alterada para manter o rebanho hidratado

Evite manter o gado em currais que não tenham fontes de água. No entanto, quando soltos tenha a certeza de que o animal encontrará água na região.

Eles são criaturas de hábitos. Se o tanque ou cocho de sua preferência secar, animais podem ignorar outros pontos de água distantes em seu pasto.

Ao introduzir o gado em novas pastagens, conduza os animais aos cochos ou tanques. 

Certifique-se de que os bezerros desmamados saibam onde encontrar água. Observe o gado para ter a certeza de que está bebendo adequadamente.

Além desses cuidados, para manter a hidratação do gado em tempos secos, evite usá-los em trabalhos sob sol forte e altas temperaturas.

Cuidado com má qualidade da água

Os dias quentes de verão cobram seu preço em lagos e tanques. 

Como as fontes de água diminuem durante a seca, a água pode ficar concentrada com sal e outros materiais inorgânicos.

Água intragável pode fazer com que o gado evite cochos ou tanques, levando à privação e desidratação.

Portanto, teste a água para altas concentrações de sódio, cálcio, nitratos, sais de magnésio e sulfatos. Se as concentrações forem altas, novas fontes de água doce devem ser fornecidas.

Água morna e estagnada também pode estimular o crescimento de algas verde-azuladas, algumas das quais são tóxicas.

Mesmo durante uma seca, ervas daninhas tóxicas podem se desenvolver ao longo das margens de uma fonte de água. 

Sendo assim, procure por plantas tóxicas ao longo da linha costeira de tanques e lagoas, e controle o pastoreio para evitá-las.

Enfim, preste atenção nessas situações que abordamos aqui e garanta a hidratação do gado e a silagem com as ensiladeiras da Sertaneja Máquinas em tempos de seca e assim não prejudicar a sua criação